domingo, dezembro 25, 2005

Boitezuleika


Numa altura em que muito se discute sobre o que é serviço público, e em vez de, muito em voga neste tempos em Portugal, se organizar uma mesa redonda com peritos e moderadores, convém talvez apontar o caminho dizendo: É isto o serviço público!
A Antena 3, como rádio pública, tem vindo nos últimos anos a ajudar a sair da garagem dezenas e dezenas de projectos musicais que, com mais ou menos sucesso no grande crítico que é o público, se têm imposto à custa do trabalho e das oportunidades. E a Antena 3 (nunca é demais referir) não o faz refugiando-se nas trapaceiras quotas, nem em percentagens, nem nas charlatices dos números. Fá-lo através de actividades muito concretas, entre as quais se destaca "A Quinta dos Portugueses". E desta quinta tem saído muita fruta, como exemplificam os Da Weasel, os Toranja, os Mesa, Melo D, The Gift, Quinteto Tati, Jorge Cruz ou Coldfinger, que ou viram as suas carreiras começar nesta rádio ou foi a mesma que as catapultou para vôos maiores.
Dos últimos bolos a sair desta fornada, surgem os Boitezuleika, vencedores do concurso "Quinta dos Portugueses 2004" que editaram este ano Éramos Assim, album que vai buscar o nome a uma das músicas do alinhamento do cd. Neste trabalho, os Boitezuleika conseguem condensar todas as suas influências, quer a nível de sonoridades, quer a nível de nomes. Num trabalho muito marcado pela música brasileira, especialmente a Bossanova, mas também pela música de Leste e pelo Jazz, tudo isso se mistura no caldeirão mágico dos Boitezuleika numa toada muito consistente em tom gipsy com pitadas de música popular portuguesa. Único registo que talvez destoará um pouco será Cão Muito Mau, música mais marcada por uma vertente Pop e que, curiosamente, é a que mais insistente permanece no ouvido.
Para além destas influências regionais, demonstram ainda uma clara inspiração em nomes portugueses como Jorge Palma ou em qualquer das bandas de Manuel Cruz, com especial destaque para os Ornatos Violeta. Não é assim descabida a comparação da voz de Francisco Almeida com Jorge Palma e do próprio album a Cão dos Ornatos, sentindo-se até por vezes, qualquer coisa dos Toranja. Impossível não ouvir é um pouco de Belle Chase Hotel, mas quem vir o nome do produtor e reconhecer nele o vocalista da referida banda, perceberá porquê.
Surge-nos assim mais um banda bastante mais que agradável, que sofre apenas por ter um único trabalho e ser bastante volátil. Éramos assim, ouve-se bem, mas com a mesma facilidade se vai embora. Fica a promessa de serem mais que uma promessa. Parabéns Antena 3. Obrigado Antena 3.

Título: Éramos Assim
Autor: Boitezuleika

Nota: 5/10

2 Comments:

Anonymous F said...

Concordo, descobri recentemente Boitezuleika e há já muito tempo que uma banda portuguesa não me agradava tanto. É pena só terem um álbum.

6:19 da tarde  
Anonymous francisco (Chaves) said...

ficamos á espera de um novo album que seja pelo menos metade de bom que foi o anterior

2:33 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home