segunda-feira, março 06, 2006

Crimes Exemplares

O que esperar de um livro que não tem uma história, onde não há uma narrativa, onde não há um único fio condutor? Num desenrolar clássico de um policial, temos um crime e um motivo que se vão construir, ou desconstruir, até ao resultado final. Em Crimes Exemplares, não há um resultado final, há um conjunto de motivos e crimes e razões que Max Aub coleccionou.
Apesar disso, Crimes Exemplares revela-se um livro fascinante. Não num sentido clássico, com um enredo que nos prenda, mas no encontrar e descobrir de tantas pessoas diferentes. Diria-se que Max Aub, mais que escrever um livro, dá a escrever dezenas deles, num desfile de motivos de crimes que vagueiam entre o inacreditável e o quotidiano.
Crimes exemplares será, acima de tudo, um daqueles livros que se tem na prateleira e ao qual se recorre. Para além disso, um extraordinário livro para os amantes da compreensão da mente humana e dos limites da pessoa.
Título: Crimes Exemplares
Autor: Max Aub
Nota: 6/10

1 Comments:

Blogger colibree said...

E é uma boa fonte de monólogos. Se não durmo pelo menos 8 horas...

6:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home