quinta-feira, outubro 26, 2006

Boys & Girls in America


“There are nights when i think that sal paradise was right. boys and girls in america have such a sad time together.
sucking off each other at the demonstrations.
making sure their makeup's straight.
crushing one another with collossal expectations
.dependent, undisciplined, sleeping late.”

Com estas palavras começa o novo cd dos muito norte-americanos The Hold Steady. Boys & Girls in America é o trabalho que 2006 nos traz desta banda. E este é, sem mais demoras, um cd sobre isso mesmo, sobre uma juventude vista pelos olhos de Craig Finns, vocalista da banda, e antigo membro dos Lifter Puller. Em Boys & Girls fala-se da América do cinema adolescente. Das festas académicas, das bebedeiras, deles, delas, essencialmente da noite dos mesmos.

A maior obra de Finn terá sido conseguir reunir todas estas músicas num cd que não soasse a banda-sonora de filme de domingo à tarde. Boys & Girls é um cd bastante maduro para os temas que apresenta. Sem pretensões algumas de pseudo-snobismos, recheia este cd, de um Rock muito clássico, de influências picelantes. Springsteen é o nome que vem imediatamente à baila. Algumas das bandas que fizeram o panorama adolescente nos últimos anos da América (Blink 182) relembram-nos que este cd não é Punk-Rock, mas percebe-se de onde veio.

Tudo começa com “Stuck Between Stations”, uma das músicas mais Springsteenianas, onde se promete logo à partida o que se irá dar. Muita guitarra. Muito piano. E bateria. “Chips Ahoy!” conta-nos como ele não consegue perceber a namorada em “How am i supposed to know that you're high, if you wont even dance?”. Abertura com contornos mais Punk traz “Hot Soft Light”, antes da semelhante “Same Kooks”. “First Night” acalma as coisas num tom mais baladeiro sobre os desencantos. “Party pit” é o retomar da festa constante em “I'm pretty sure we kissed./ gonna walk around and drink some more / gonna walk around and drink.”. Segue-se por entre “You can make him like you” até à boa música que é “Massive Nights”, resumo bastante sintético do que, afinal, se pretende com tudo isto: “everyone was funny and everyone was pretty. / everyone was coming towards the center of the city. / the dancefloor was crowded. the bathrooms were worse. / we kissed in your car and we drank from your purse.” “Citrus”, “Chillout tent” e “Southtown girls” compôem o ramalhete até à final, e muito boa, “Arms & Hearts”.

The Hold Steady a motrarem o prometido, Boys and girls in America.

Título: Boys & Girls in America
Autor: The Hold Steady

Nota: 6/10

2 Comments:

Anonymous Tio Hermínio said...

Este album é fanatstico, mas o nome no vocalista é Craig Finn e não Finns como está no post... :) Abraço

11:27 da manhã  
Blogger Hitchhiker said...

Absoluta razão. Obrigado por ter reparado, significa que leu realmente. Abraço

12:15 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home